chegou!

1 janeiro, 2008 at 7:53 am 1 comentário

(aviso que o post é longo, pegue um café e leia com calma) 

Finalmente.

Passei nervoso o dia todo. Sonhei 3 vezes com ele durante a madrugada.
De tarde suei frio. Tremi. Fumei. Suei de novo. Falei muito. Ansiedade.
O Jorge está a poucos minutos de mim!

Era 18:40 quando chegamos na casa da mami dele, a Pietra. A recepção foi como sempre muito calorosa. O Sebastian, um Cocker Castanho Champagne, estava lá. Eu diria que ele é padrinho do Jorge. Mas hoje a conversa não foi muito com os cãozinhos, foi com os donos deles.

Conversa vai, conversa vem. Era hora de ir embora. Chegando no carro, literalmente, ele marcou território batizando banhando o banco de trás. Nunca vi tanto xixi sair de um bichinho tão pequenho! Nem tinha nem como brigar com ele. Se eu estava nervoso, imagina ele. De certo pensava: “Esses caras tão me seqüestrando!” Tadinho.

Resolvi passar no mercado (31 de dezembro, quase 20 horas, quem disse que encontrava mercado aberto?) do shopping e comprar uma coisa que eu “sei” que cachorro gosta: Biscrok (um biscoitinho místico pra cachorros que deve ser bem gostoso, eles piram quando comem um). Peguei um ossinho e uma água com sabor de tangerina – pra mim. Chegamos em casa e ele foi fuçar tudo. Olhava, olhava, cheirava, cheirava. Apresentei o apartamento todo. Mostrei onde ficava a caminha, onde ficava o jornal e onde ficava a água. O mais engraçado é que ele parecia entender tudo!

Aí ele resolveu marcar o território mesmo… mijou bem na porta da entrada! Briguei e mostrei o jornal. Uns 30 minutos depois… uma mijada na cozinha, briguei e mostrei o jornal. Depois de um tempo, o primeiro cocozinho na casa nova, só que… no jornal!!! EEEE!!! Ele entendeu! Dei um biscoito e o parabenizamos. O povo chegou aqui em casa para a janta de Reveillon e foi uma festa. Impossível não se encantar com o Jorge. Ele já domina. Dei a comidinha dele e pouco depois… xixi de novo perto de onde fica a água, na entrada de casa.

Claro que briguei, mas é foda. Imagino que ele ainda não tenha muita noção do espaço e das coisas. Mas já está bem esperto que toda hora que faz xixi onde não queremos, brigamos. E como que o popô ele fez direitinho? Mistério a ser revelado. Na ceia foi tudo bem. Ele ficava em volta, mas não cedemos às tentações de dar comidas, afinal, ele já havia jantado, agora era nossa vez! A galera foi embora e fomos curtir os fogos e champagne e pedidos para 2008 pela TV, na tranqüilidade do lar, com a companhia sempre serelepe do Jorginho.

Lá pela 1 da manhã eu fui ao banheiro, escovar dentes e acabei demorando (lavei meus óculos, tirei espinhas, avaliei quantas rugas surgiram com a virada de ano, etc), quando saio… mais um mega mijão! De novo na porta perto da água. Dessa vez a briga foi mais enérgica (porra, era a 4ª ou 5ª vez e nada de ele usar o jornalzito do DC!). Dessa última vez notei uma coisa diferente das outras. Quando briguei antes, ele ficou sentadinho, lá em cima do jornal, onde eu indicava que era pra ele fazer o xixi. Dessa vez ele deitou. Ficou muito triste. Dava para sentir que, de certo, ele pensava: “Putz, fiz errado de novo. Será que se um dia eu fizer certo eles ficam felizes?” Sim Jorge! Ficaremos e muito!

Mas ainda é cedo. Jorge é um Schnauzer de 4 meses de idade. É novinho ainda. E quem nunca mijou na cama? Ou nas calças quando era criança? Ou mesmo adulto… conheço pessoas que se mijam até hoje, de medo. Brincadeira.

Após tanta extripulia, fotos, brincadeiras, colinhos, latidos de felicidade e exploração (ele descobriu que embaixo da cama é bem fresquinho, limpinho e pode esconder os ursinhos dele), caiu numa soneca gostosa no sofá. Agora tá aqui, do lado, dormindo, sonhando e quando teclo mais forte, levanta a orelha para saber de onde vem o tec tec.

Adendos:
# Quando pensei em um nome, antes mesmo de saber como seria o cãozinho, o primeiro nome que veio à cabeça foi Jorge, mas não existe um motivo específico. É Jorge porque é Jorge e .
# O primeiro nome dele era Nantan, que foi dado pelos criadores dele. Optamos por deixar esse como seu segundo nome.
# Lioncourt é porque eu adoro Anne Rice. É um sobrenome francês (e a explicação que o Lestat dá sobre a pronúncia do seu sobrenome é uma obra de arte literária provocadora).
# Aqui em casa estamos muito satisfeitos e felizes com tudo. Não há como explicar a felicidade que o Jorge trouxe. Tem momentos que fico observando como ele é lindo e perfeito e amoroso e ronca bem baixinho enquanto dorme.

Só temos a agradecer ao R. e a V.  Vocês são pessoas especias, pois Deus cruzou nossos caminhos e nos deu a oportunidade de compartinhar amor com o Jorge. Obrigado amigos!

eis que chegou!
Jorge Nantan de Lioncourt seja muito bem vindo!

Anúncios

Entry filed under: início. Tags: , , , , , , .

é hoje o dia! fotos!

1 Comentário Add your own

  • 1. Fernando MS - Pulga  |  2 janeiro, 2008 às 4:40 am

    Massa! Parabéns 🙂
    Ano Novo, Vida Nova e, por que não um cão novo?
    Boa sorte com o cão!

    p.s.: Feliz ano novo! Que 2008 seja repleto de felicidades, sucesso, amor, paz, saúde e prosperidade.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

mais acessados

  • Nenhum

Comentários

Elizabeth em alergia!
Cintia Malateaux em alergia!
sonia politz em ANIVERSÁRIO de 3 ANOS!
Natália em melhoras!
Elizabeth em alergia!

Feeds

Visitantes

  • 100,840 pessoas já passaram por aqui

%d blogueiros gostam disto: