Posts tagged ‘fotos’

florais!

Jorge já tomou florais e foi ótimo.

No começo, quando saíamos de carro logo quando ele chegou aqui, tomava Rescue diluído na água antes e durante o passeio. Rescue sempre é ótimo para acalmá-lo, ou bem no início, quando ia para a Pet Shop e ficava estressado.

Depois de um mês mais ou menos, demos um pouco de Crab Apple. Ele tinha uma certa dificuldade em se acostumar com a rotina de descer e subir para fazer as necessidades e também foi muito útil para ajudar a se livrar da mania de se coçar sem motivo (apesar de ainda fazer isso de vez em quando).

Por fim, o último que administrei foi o Clematis, indicado para o tédio e desobediência em geral (falta de atenção também).

Toda a experiência com florais foi muito boa. Ele nunca reagiu de forma incoerente ao indicado e respondeu bem ao tratamento.

Mas afinal o que são florais? R: Criados por um médico inglês nos anos 30, os Florais de Bach são 38 essências de plantas e florais que podem ajudá-lo a administrar as pressões emocionais do dia-a-dia. Cada floral é indicado a uma emoção específica. Pode ser tomado individualmente ou misturado de acordo com o que estiver sentindo.

Qual tratamento indicado? R: O tratamento com Florais para animais não é um método usado para substituir medicamentos ou tratamentos, é um coadjuvante para auxiliar o cãozinho a superar problemas diversos, em geral ocasionados por comportamento. Procure na sua cidade um terapeuta floral sério e pesquise muito. Jorge foi auxiliado por uma amiga minha Naturóloga (oi Dani!!! Beijo!!!) e com base na minha extensa pesquisa na internet.

Onde compro? R: Consulte um terapeuta floral ou profissional com especialização em essências florais. Posteriormente, envie a sua receita numa farmácia homeopática ou de manipulação.

Atenção: na hora de pedir o floral na farmácia, indique o uso para animais e peça para seguir a seguinte recomendação: Frasco âmbar com conta-gotas esterilizado (30 ml – é padronizado); Cânula de vidro; Água pura da fonte (mineral) – nunca usar água destilada (água morta), ozonizada, gasosa ou água clorada e as essências.

O floral para animais não usa conservantes. Para os animais, no vidrinho, só vão as essências e a água (para os humanos vai um pouco, 30%, de conhaque de uvas, para conservação).

Por tanto, atenção, indique o uso e observe os prazos de validade, que são mais curtos que os dos Florais para humanos.

Observe bem a farmácia que vai mandar manipular o Floral. Importante ter certeza da idoneidade da empresa e se ela utiliza os materiais adequados.

Como administrar? R: Pode ser quatro gotas quatro vezes ao dia ou a critério do terapeuta, ou ainda na Água de beber, misturda na ração, via oral, com um borrifador, usando compressas para ferimentos abertos, no soro fisiológico para os olhos, na água do banho e também esfregar nos coxins plantares (almofadinhas) e na parte interna das orelhas se o animal estiver inconsciente.

Para saber mais sobre Florais, leia este artigo na Wikipédia.
Pesquise informações neste site super útil: Florais e Cia.
Ou ainda no site da distribuidora oficial dos Florais de Bach no Brasil.

Obs: há outros tipos de florais, como os mineiros, os californianos e entre outros.
Os que usei foram os de Bach, mas cada caso é um caso.

As fontes usadas neste post são as citadas nos links acima.

Pesquise informações e trate seu animal como ele merece:
com amor, carinho, dedicação e respeito!

Anúncios

7 maio, 2008 at 11:50 am 3 comentários

dorminhoco!

Jorge dorme. Há dias que dorme muito.

Mas é incrivelmente lindo o jeito que ele se encolhe para dormir ou se estica para achar a posição mais confortável.

Já falei disso em outros posts, como num dia de chuva, outro que bati umas das primeiras fotos dele dormindo com as patas para cima e outro em que ele simplesmente capotou no sofá.

Também é um semi-sono, porque é só ouvir um barulho que logo fica alerta.

Cães são mamíferos que dormem muito mesmo. Eles brincam e depois já caem no sono. Comem… e descansam…

Não que o Jorge seja preguiçoso, pelo contrário, quando liga a pilha dele, corre de um lado para outro, brinca até botar a língua para fora e tem horas que quem cansa é a gente. Mas ele é um cãozinho dorminhoco, isso tenho certeza.

Há raças mais ativas e até nervosinhas eu diria, mas o schnauzer alterna momentos de grande euforia com de completo descanso. Li neste site aqui, que cães dormem cerca de 10 horas por dia. Talvez por ser filhote e não ter a companhia de outro cão (ainda – em breve espero trazer novidades), o meu pequeno acabe dormindo mais.

Ele também se mexe muito durante a soneca. Acorda várias vezes até encontrar uma posição beeeem confortável. De vez em quando sonha, late baixinho, geme, balança as patinhas e até chegou a fazer xixi na cama dormindo!

Mesmo ele tendo a caminha dele, nem dá muita bola e acaba elegendo outros lugares como preferidos: sobre os puffes da sala, nos sofás, no chão em dias quentes e numa cama de casal, que por motivos que só ele sabe… acha que é toda dele 🙂


– Boa noite papai!

5 maio, 2008 at 9:00 pm 4 comentários

fotos!

Jorge em momentos P&B 😉
(só clicar nas imagem para abrir em nova janela)
Um ótimo fim de semana! Abração e lambidas!

2 maio, 2008 at 7:00 am 6 comentários

soneca!

Jorge vai ficar dormindo o dia inteiro e não vamos postar nada hoje =P

190220081314.jpg

21 fevereiro, 2008 at 10:59 pm 3 comentários

passeio!

15012008876.jpgJorge passeia 2 vezes por dia, pontualmente às 7:10 e às 19:10, de segunda à segunda, chova ou faça sol.

7h e 19h é o horário da comidinha (que comentarei outro dia)

Voltando… depois de comer, ele SABE que é hora do passeio. Depois que come, vem me procurar para colocar a guia e sair. Ele senta e fica esperando. Coloco a guia e vamos pro corredor chamar o elevador. Sempre levo ele no colo, porque teve um dia que ele fez xixi bem na porta do elevador (danadinho).15012008877.jpg

Dentro do elevador ele fica afoito. O coraçãozinho vai a mil… Chegamos na porta e ele já se agita para sair do colo e ir pra rua. De lei, a primeira coisa quando chega na rua é o barrão cocozinho. Faz e sai de perto. Daí começa o passeio. Sempre caminho 30 minutos com ele. Nesse tempo ele late para TODOS os cães que encontrar, cheira o chão (fareja) a maior parte do caminho e corre atrás dos passarinhos.

15012008865.jpgEle AMA correr atrás de qualquer papel/folha/pedrinha/passarinho que se mova enquanto estamos caminhando. Fica louco para ir atrás. Eu não deixo, seguro a guia e tento comandar o passeio. Muitas vezes é difícil, Jorge é muito impaciente e empolgado com todas as coisas mas é preciso ter um pulso firme, porque se não vira palhaçada.

Todas as informações que colho sobre adestramento são unânemes em afirmar que quem leva a guia deve ser o comandante do passeio e não o cão. O “” dele me deu vários toques sobre isso também. A guia é a extensão do nosso braço, então uma impertinência é um sinal de contestação ao nosso “comando“. Acredito nisso e tento ao menos sempre levar o Jorge para passear e não ao contrário.
Se não, não tem passeio. 15012008884.jpg

De vez em quando, pelo menos umas 3 vezes por semana, vamos até a garagem do prédio (que fica atrás) e depois de verificar se tudo está fechado e nenhum carro está entrando… solto ele da guia e brinco de pegar. Ele ama.

ps: quando chove, vamos passear na garagem mesmo, ele gosta menos, mas só sair de casa já é ótimo pra ele.

A seguir, Jorge e seus momentos de aventura pela garagem:

15012008885.jpg
15012008886.jpg
15012008882.jpg
15012008881.jpg
15012008878.jpg

milagrosamente consegui pegar o momento em que ele corre… aliás… flutua… lindo neh?!

16 janeiro, 2008 at 6:09 am 1 comentário

coisas!

Tenho muito para contar… de coisas que aconteceram durante a semana e que aconteceram hoje…

Jorge adora dormir. E como dorme! Ele brinca, brinca e depois dorme. É participativo e nunca sai de perto. Quando sai é pra fazer coisa errada (digo, xixi pela casa). Compramos um produto chamado Enzimac (infelizmente não estou ganhando nada para fazer propaganda gratuita =/ ), para limpar o xixi, e ele está aprendendo aos poucos. Talvez por o jornal estar um pouco longe ele não consiga chegar a tempo. Outra coisa que notei é que ele não gosta muito do jornal ou do cantinho do jornal. Acho que ele associou o jornal à castigo ou bronca. Então quando pego ele no flagra ele corre e fica lá deitado no jornal.

Passei o tal Enzimac pela casa toda, menos no jornal e reformei todo o cantinho do jornal para ver como ele reage. Até agora ele está conseguindo. Ameaça fazer… e daí corro pra botar ele em cim020120086191.jpga do jornalzinho. Assim que termina, limpo as patinhas e dou um Biscrock (olha a propaganda gratuita de novo!).

O cocozinho ele só faz na rua agora. Muito fofo. De manhã, pontualmente às 7h ele me acorda com lambidas e as 19h também, já fica perto da porta, esperando ou se agitando perto de onde deixo a guia.
A dificuldade está no xixi ainda, mas faz muito pouco tempo que ele tá aqui e é novinho neh, então tudo se releva. Nem tem como brigar mais, só digo NÃO e ele entende.

Isso também é engraçado, toda vez que uso o NÃO ele pára na hora e fica quietinho. Já ameaçou roer o sofá, subir em cima da mesa e entrar no banheiro (lugar sagrado que ele não entra, é como se soubesse realmente que não pode ir lá, resolver não deixar ele entrar lá porque banheiro de homem sempre tem uma sujeira cotidiana, barba ou para ele nem sonhar em beber a água do box, também tem revistas e o papel higiênico – que pode ser uma tentação para ele brincar).

Esses dias passei das 19h pra sair, fiquei arrumando as coisas perto do quarto na frente do banheiro e daí ele ficou agoniado e soltou um cocozinho bem na porta do banheiro, como se dissesse: Olhem aqui! Descí na hora e ele terminou lá fora.

Esse lance de descer ele já tá esperto. É ouvir o barulho da chave (de qualquer chave) que acha que vai sair. Quando não é a hora de sair, distraio e saio de perto da porta, mas ele é muito arrisco.

Outra coisa que dou risada muito é quando ele volta da rua. Fica balançando o rabinho que nem louco, faz muito mais festa quando volta do que quando sai.

02012008639.jpgDormir ele prefere o piso, pelo menos durante o dia. Fica deitado de pernas pra cima a maior parte das vezes e batendo a patinha no chão. Dia desses, de noite ele sonhou muito e teve uma hora que chorou e latiu. Levantou assustado e quando me viu, veio pedir carinho. Acho que foi pesadelo. Fiquei um pouco assutado, porque ele não tinha sonhado tanto ainda. Pode ser porque foi viu os cachorros dos vizinhos lá fora, de longe e ficou latindo (e notamos que ele não curte yorkshires, para todos dessa raça ele fica latindo).

Tenho continuado com o “dá a patinha” e o “senta”, truques que ele aprendeu com o “vovô” dele. Tentei fazer ele ficar de pé, com outro comando, mas não deu muito certo.

Durante o dia ele fica nos pés, deitado no chão. Principalmente na minha frente ou atrás da poltrona, mas sempre no piso. Dormir na cama ele não gosta, prefere debaixo da cama ou na caminha dele durante a noite/madrugada. Como está muito quente, ele fica agoniado de ficar no colo e não é muito grudento nesse sentido, não gosta muito de colo. Se mexe muito, sempre. De manhã ele até fica mais tempo, depois que volta da rua, mas logo vai pra baixo da cama. Já que ele está saindo, quando ele volta, limpamos as patas e a bundinha com um lenço umidecido que comprei na pet shop (cansei de fazer propaganda gratuita, que saco!).

Liguei para umas 20 pet shops e visitei umas 10 até encontrar uma que fosse legal. Optei por uma clínica de um veterinário aqui perto de casa. É bem pequena e fica na frente da casa do médico. Talvez assim ele possa ter um tratamento mais direto, do que essas pets grandes que tem dezenas de médicos e atendimento a milhares de cachorros. É bem simples, mas tudo bem limpo e ao que tudo indica, de confiança. O preço também foi honesto. Pacote mensal com consulta semanal com 4 banhos, 1 tosa, algumas vacinas incluídas por 50 reais todo mês e ainda tem a opção de vir buscar e levar toda semana (se quiser, mas é tão pertinho que vou lá de carro e também prefiro para ele não ficar muito estressado). O médico dessa Pet ele ia conhecer só segunda porque estava viajando. Ontem ele tomou banho e na segunda seria a consulta e as vacinas e o vermífugo.

Frutas e hortaliças ele adora… Já dei um pedaço de melão, ele gostou. Daí dei uma cenoura (dividida em 2 pedaços) crua e descascada. Essa ele gostou mais, para não dizer que amou. Ficou roendo toda a cenoura e como tava geladinha, lambia. Uma felicidade sem tamanho. Acho que não tem problema. Li que algumas frutas ácidas não dá para dar, mas vou perguntar bem direitinho pro vet se tem alguma restrição específica (abacaxi, mamão, maçã, laranja, etc).

Agora… sobre o primeiro Pet Shop, aquele que escrevi a pouco…

Infelizmente confesso que não foi uma experiência muito agradável ontem. Nem para ele, nem para mim. O cara que deu o banho disse que ele ficou meio tenso e se mijou muito. No meio da tarde de ontem, liguei para lá para ver como estavam as coisas e ouvi uma pessoa ao fundo gritando e um cachorro que chorava muito. Fiquei desesparado.

Não sei se foi para o JN ou não. Mesmo assim fiquei muito insatisfeito!

Pets devem ser lugares em que as pessoas AMAM os bixos, não as reepreendem ou gritam. Não gostei. O que parecia ser uma coisa boa foi bem chata. E olha que liguei e fui em vááááárias, pedi até indicação para uma amiga, mas escolhi e não vou nunca mais voltar lá, só pagar o banho e deu.

Para se ter uma idéia, quando soube quase vomitei, pois tinha ficado para dar uma geral na casa e passar o tal produto. Quando fui buscá-lo, ele entrou correndo no carro (ele não havia feito isso ainda), e logo que o vi, dei um biscoito canino (ahhh não falo mais no nome, merchand de graça no rules) e fiz muuuuito carinho, mas era notável que ele não estava bem. Estava amoado, abatido.02012008638.jpg

Cheguei em casa, ele ficou MUITO feliz, fez xixi de felicidade e saiu para reconhecer a casa. Lavei a caminha dele e os bixos, menos um, que deixei com o mesmo cheirinho. Ele chegou e foi dormir. Acho que foi tão estressante na Pet que ele só quer dormir agora. Voltou do passeio bem disposto, brincou um pouco mas foi dormir aqui do meu lado. Fiz plantão durante a madrugada, porque com o trauminha, ele vai teve pesadelos. Teve um que me deixou assutadíssimo. Fiquei desconfiado que eles doparam o JN, porque ele ficou muuuuito miudinho.

Hoje de tarde, um belo sábado de Sol em Floripa, fui em mais algumas Pets e graças à Deus encontrei uma BEM melhor. Ele tomou a vacina anti-rábica, contra gripe e contra giardia. Também meio comprimido de vermífugo.

Gostei desse lugar que encontrei. É um pouco mais longe do que aquela carniceira que contei ali em cima, mas em compensação, a infraestrutura é gigante. O atendimento foi atencioso e paciente. Souberam sanar todas as dúvidas. O preço das vacinas confesso que não foi muito barato, pois são todas importadas, e a clínica cobrou “matrícula” (achei meio ridículo). Mas agora ele tem um planinho de saúde bem bacana. Vai tomar banho sempre e vou acompanhar TODOS os banhos no primeiro mês do pacote mensal. Exigi isso. Afinal, se um dia alguém for maltratar cachorro que seja só bem longe de mim, ainda mais o meu… JAMAIS, não admito! O veterinário fui MEGA atencioso, deu dicas, olhou muito ele, pesou, e vai fazer o acompanhamento. Fora que contei como foi na Pet anterior e o Vet achou um abuso eles não terem me chamado assim que viram que o Jorge não estava calmo.

Eu até cheguei a pensar em dar banho em casa, mas não me toquei que preciso de um secador e tenho um pouco de medo. Medo e entrar água na orelha, de não saber fazer direito e fora que nas próximas vezes vou aproveitar que ele vai tomar banho para dar aquela boa limpada na casa. Se ele ficar por aqui vai se estressar mais com barulhos de aspirador, vassouras, chão molhado, produtos etc. Apesar de ter sido uma experiência não muito boa, acho que foi necessário. Precisava ser ainda mais criterioso nas escolhas.

Sabem que eu até me impressionei quando o JN saiu de casa pro primeiro Pet ontem. A casa não tinha ficado com NENHUM cheirinho de cachorro (já sabia que a raça não tinha), poucos pêlos no chão e como durante a semana ele fez xixi em quase tudo, estava praticamente limpo.

Quando estava chegando em casa ontem, encontrei uns vizinhos no corredor e lá na portaria que ficaram impressionados. Disseram que nem sonhavam que tinha um cãozinho no apto, pois ele não fica latindo e nem tem cheiro. Digo isso porque tem alguns andares aqui em que as pessoas não cuidam dos seus animais, nem do ambiente. Já topei com cocô pala calçada do prédio, xixi no elevador, cheiro de cachorro molhado, etc.

Essa era uma das minhas reclamações e já briguei com muito morador aqui. Sempre dizia que só teria um cãozinho se pudesse cuidar dele e que não incomodasse ninguém, nem com cheiro, nem com nada. Fora que vc tem que ter todo um preparo psicológio e disposição para poder ter, coisa que meus vizinhos não possuem. Um deles tinha um bulldog e um cocker. Quando o cara saía pra passear, o cachorro estava todo suado, o cara saía pra correr com os dois em dias de chuva e eles latiam pra qualquer coisa que respirasse. Tadinhos, acho que não eram felizes. As vezes no meu apartamento, alguma coisa caia ou chegava alguém aqui e os cães se esgasgavam de latir. Uns meses depois o vizinho se mudou, pois o condomínio estava cheio do descaso que ele tinha com seus cães. Achei ótimo os vizinhos elogiarem a gente, minimiza as possíveis confusões. 

É isso. Hoje dei uma canseira no Jorginho. Fui ver as Pets, comprar ração pra ele, fui em lojas de 1,99 comprar umas bolinhas e uns brinquedinhos bobos que o distraem e fui ver algumas coisas que faltavam em casa. Ah, ele ganhou uma correntinha e um pingente que mandei gravar Jorge Nantan e o meu telefone =D. Ele nunca vai se perder, mas se caso um dia isso – já disse não vai acontecer – ocorra, a pessoa que o achar vai ter meu número para poder ligar.

02012008617.jpgJorge ficou o tempo todo feliz durante o dia. Dei muita água e de vez em quando dava um pouco de ração que tinha levado, só para ele se distrair e ficar contente por estar acompanhando. Ele fez xixi na rua várias vezes e cocozinho também (ei, eu junto, ok? É o fim a gente pisar em cocô de cachorro na rua!). 

O mais legal é ver como ele ama sair de casa e mais ainda… AMA voltar.

Agora nos dêem licença que vamos ficar com a cara no ar-condicionado e enquanto ele rói os ossonhos novos dele, eu vou ler o jornal.

Um ótimo sábado para todos!

6 janeiro, 2008 at 12:52 am 2 comentários

patas!

Jorge é engraçado. Adora dormir de barriga pra cima, no piso.

de patinha pra cima!
Gente, estou numa correria aqui. Limpar a casa enquanto o fofo tá na pet.
Depois conto mais aventuras do querido.

4 janeiro, 2008 at 8:27 pm 1 comentário

Posts antigos Posts mais recentes


Categorias

mais acessados

  • Nenhum

Comentários

Elizabeth em alergia!
Cintia Malateaux em alergia!
sonia politz em ANIVERSÁRIO de 3 ANOS!
Natália em melhoras!
Elizabeth em alergia!

Feeds

Visitantes

  • 101,860 pessoas já passaram por aqui